Quais são as bases em que construímos o nosso relacionamento com Deus?

May 2, 2017

Certa vez dois discípulos de João Batista seguiram a Jesus, que perguntou-lhes:

 

João 1:38 – “Que buscais?”, ou seja, “o que vocês querem de mim?”, “porque estão me seguindo?” Certamente Jesus estava querendo saber qual o motivo, a intenção que estavam se dispondo para segui-lo. Então disseram: “Rabi (Mestre) onde assistes, (onde te hospedas, onde moras)”? Quando alguém faz tal referencia, está pedindo para conhecer a pessoa na sua intimidade, na sua privacidade, que é o lugar onde mora, a sua casa, o seu lar.

João 1:39 – “Vinde e vede. Foram, pois, e viram onde Jesus estava morando; e ficaram com ele aquele dia, sendo mais ou menos a hora undécima”. Jesus prontamente os recebe e os conduz até sua casa.

 

É interessante verificarmos em quais bases construímos o nosso relacionamento com Deus. Gostaria de abordar algumas para nossa reflexão.

 

Jeremias 9:23 – “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte na sua força, nem o rico nas suas riquezas”.

 

Aqui estão três bases que podem estabelecer o nosso relacionamento com Deus:

 

1. Sabedoria: aponta para a informação, saber, conhecimento, inteligência. Muitas vezes essa é a base que construímos o nosso relacionamento com Deus – através do INTELECTO – EU SEI. Temos tanta informação sobre Deus, lemos tantos livros que falam dEle, vemos tantos vídeos com histórias e experiências “gospel”, mas na realidade não O conhecemos. Nossa fé é intelectual, mas não experimental.

 

2. Força: aponta para influencia, título, cargo, carisma. A base que construímos nosso relacionamento com Deus pode ser o PODER – EU POSSO. Quantas pessoas em nossos dias se apresentam como celebridades evangélicas, que se acham acima do bem e do mal. Não são receptivos a críticas, a repreensão, pois entendem que todos estão errados, exceto a sua pessoa. Milhares de pessoas idolatram tornando-se seus seguidores e não de Jesus Cristo. Manipulam utilizando a palavra de Deus, para seu próprio benefício. O poder é tão embriagador que a pessoa pensa que há sobre ela um messianismo, que a leva pensar que o nível de relacionamento com Deus está acima de um simples mortal.

 

3. Riqueza:  aponta para bens, riquezas, dinheiro, posses. Essa pode ser outra base que construímos nosso relacionamento com Deus, RIQUEZAS – EU TENHO. Fico olhando pessoas que se dizem de Deus, e constroem suas bases de relacionamento com Deus através das riquezas. Quantos que não ofertam, não dizimam e tem a Mamom (dinheiro, riquezas) como seu Deus, e isso está dentro de nossas igrejas. Fico pensando será que o relacionamento com Deus, a sua benção e a sua unção está ligado diretamente à quantidade de bens que possuo? Se isso é verdade, o que será daquele irmão (ã) temente a Deus, que ora, que busca e que levanta às 5:00 horas da manhã, pega um ônibus lotado, trabalha como operário, se sustenta com um salário indigno, mora numa favela,  numa casa de chão batido? Sobre ele não repousa a benção de Deus? Ele é um amaldiçoado? Es dificuldades da igreja (corpo de Cristo) crescer, romper e implantar o reino de Deus na terra. O mau testemunho, a vida dupla, a falta de princípios e de valores cristãos, o que envergonha o evangelho do Senhor Jesus Cristo.

 

 

 

 

4. Religiosidade: aponta para o legalismo, a hipocrisia, a denominação. Em Mateus 23:2 e 3 – “Na cadeira de Moisés, se assentaram os escribas e fariseus. Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem”. Talvez essa seja uma das grandes dificuldades da igreja (corpo de Cristo) crescer, romper e implantar o reino de Deus na terra. O mau testemunho, a vida dupla, a falta de princípios e de valores cristãos, o que envergonha o evangelho do Senhor Jesus Cristo.

 

A espiritualidade moderna é:

  • Prática, produtiva e utilitária;

  • De relacionamentos superficiais, principalmente com Deus, pois é algo abstrato;

  • Cheia de ativismo para preencher o vazio da alma;

  • Consumista, pois o valor da pessoa é estabelecido por aquilo que possui;

  • De satisfação instantânea;

  • Manipuladora, pois se tornou um negócio.

Porém, encontramos um personagem bíblico que construiu sua base de relacionamento com Deus de forma correta e sólida – JÓ.

Como alguém depois de perder os bois, jumentos, servos, ovelhas, camelos, bens e enfrentar a morte dos filhos, pode se lançar em terra e adorar e dizer:

Jó 1:21 – “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor”.

 

Que bases de relacionamento com Deus foram construídas para chegar a um nível desses?

 

Se examinarmos detidamente o livro de Jó, vamos verificar que ele, sendo o maior de todos os homens do Oriente, acaba perdendo tudo: perdeu seus bens, propriedades e riquezas; perdeu aquilo que consideramos precioso – filhos e filhas; perdeu sua saúde; perdeu sua reputação e dignidade, acusado pelos seus “amigos” que o que lhe acontecera certamente era resultado do pecado. Como um homem pode manter o seu nível de relacionamento com o Deus que lhe tirou tudo? Sua própria esposa manda que ele amaldiçoe a Deus e morra.

Este é o homem que não estabelece sua base de relacionamento em coisas deste mundo, mas que reconhece que Deus é Senhor Soberano sobre tudo e sobre todos.

No início desta palavra citamos Jeremias 9:23 sobre em que o homem muitas vezes de gloria. Porém, na continuidade Jeremias 9:24 – “mas o que se gloriar, glorie-se nisto: EM ME CONHECER E SABER QUE EU SOU O SENHOR e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor”.

Após Jó ter passado por todas as tribulações, ele exclama em JÓ 42:5 –  “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem”.

Oséias 6:3 – “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor”.

As bases de construção do nosso relacionamento com Deus é conhecer o Senhor, através de experiências que consolidam a nossa fé e nos faz perseverar até o fim.

Que essa palavra possa servir de uma profunda reflexão em nossas vidas, e possamos mergulhar no coração e na mente de Deus, e construirmos bases sólidas e corretas de relacionamento com Deus, em nome do seu Filho Jesus através do Espírito Santo.

Deus os abençoe!

 

Apóstolos Tião e Marlene Veloso                     

 

 Fonte: ibfguaiba.org (com adaptações)

 

 

Please reload

Últimos Posts

Crianças: a igreja do futuro, mas também a igreja de hoje!!!

September 2, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes

June 8, 2020

Please reload

Tags
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic

AV. RECANTO DAS EMAS, QUADRA 304, LOTE 06 | RECANTO DAS EMAS | BRASÍLIA/DF

MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO MGA © 2017 SR TODOS OS DIREITOS RESERVADOS